terça-feira, 29 de novembro de 2011

Ler e Escrever Formando Profissionais.

Nesta segunda-feira, 29 de novembro, as alunas do curso de cabeleireiro profissionalizante da unidade do Brás, estiveram presentes na festa de encerramento e entrega dos diplomas de conclusão do curso.
Depois de aproximadamente 1 ano de esforço e muitas lutas elas conseguiram o tão esperado diploma com reconhecimento em todo território nacional da federação das escolas profissionais de cabeleireiros.
O primeiro passo já foi dado, agora como cabeleireiras profissionais, podem atuar como autônomas, trabalhando em suas casas e recebendo os clientes. Porém, grande parte dos cabeleireiros trabalham em salões de beleza. Alguns abrem seu próprio salão de beleza, formando uma equipe com outros cabeleireiros, manicures, maquiadores e esteticistas, facilitando uma maior captação de clientes ao oferecer mais serviços em um só lugar.
Essa é uma área que cresce bastante no mercado de trabalho. Além disso, é uma opção segura de remuneração, ao passo que o autônomo depende exclusivamente da alta freqüência de seus clientes para conseguir o lucro, mesmo em períodos de diminuição da demanda. De acordo com a região de atuação e o tipo de técnica utilizada, a faixa salarial desse profissional varia de R$ 1.000,00 a R$ 6.000,00 mensais.
Segundo a professora Adriana, as alunas já buscam novos cursos para aprimorar o conhecimento na área. "Creio que o curso não as inseriu apenas no mercado de trabalho. Ele foi além, trazendo também a auto-estima de todas. Tanto que nós percebemos que elas passaram a se arrumar melhor. A manter o cabelo mais cuidado, preocupadas com a vestimenta na hora do trabalho", finalizou.
Se você também deseja se tornar um profissional na área da beleza não perca tempo, nossas matriculas já estão abertas para início em 2012.
Maiores informações:
Rua Dr. Carlos Botelho, 427 – 2ºandar – Brás
Fone: 3497-1656
Todas as fotos do evento estão disponíveis na sessão fotos.

segunda-feira, 28 de novembro de 2011

Metade dos jovens de 14 anos já superou escolaridade de suas mães

Mais da metade (51,45%) dos adolescentes de 14 anos do país já têm escolaridade superior à de suas mães. Entre os jovens dessa faixa etária, 71% cursam os três últimos anos do ensino fundamental e 9,5% estudam no ensino médio. Os dados indicam uma baixa escolaridade das mães de alunos dessa faixa etária que apresentam, em média, 7,32 anos.
O levantamento foi feito pelo programa Todos pela Educação e a Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe), com base em dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad) 2009, do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Os números indicam que a atual geração de crianças e jovens está superando a trajetória escolar de seus pais, mas também confirmam a baixa escolaridade de boa parte da população adulta.
“Nós temos muitos pais e mães que são muito jovens e eles já são fruto dessa inclusão recente que o país promoveu. A melhoria ainda é lenta, mas o fato é que quanto mais avançado é o ano em que a criança nasceu, maior é a chance que ela tem de completar o ensino médio”, explica a diretora executiva do Todos pela Educação, Priscila Cruz.
O aumento dos anos de estudo gera um movimento positivo que causará impacto nas próximas gerações, diz Priscila.  Para ela, a educação é o melhor investimento porque nunca retroage. "É muito difícil você encontrar alguém que admita que o filho tenha uma escolaridade menor do que a sua. Uma mãe que concluiu o ensino médio e um filho que não completou o ensino fundamental, por exemplo. São casos raríssimos”, acrescenta.
Os dados compilados pela entidade também apontam a diferença de escolaridade entre famílias de alunos de escolas públicas e privadas. Enquanto, aos 14 anos, 60% dos estudantes da rede pública já atingiram a escolaridade de suas mães, na rede privada o percentual cai para 10%. Isso indica que as mães dos alunos dos estabelecimentos particulares têm escolaridade mais elevada. O mesmo cenário se repete na comparação entre famílias mais pobres e mais ricas.
A diferença entre os anos de estudo de pais e filhos também pode representar um obstáculo no desempenho do aluno. Pais menos escolarizados em geral se sentem despreparados para participar da vida escolar do filho. “Ele se sente acuado, acha que não pode ajudar e se envolver com os estudos do filho. Mas o importante é que a educação seja valorizada pela família, que ele seja um parceiro da escola para garantir que seu filho de fato aprenda”, pondera Priscila.
Entre estudantes negros de 14 anos, o percentual daqueles que estudaram mais do que suas mães é 56,33%, enquanto entre os brancos a taxa é quase 10 pontos percentuais menor. Segundo Priscila, o dado aponta que além do fator renda, há uma diferença de escolaridade entre mães negras e brancas - o primeiro grupo frequentou menos a escola do que o segundo.
A mesma desigualdade se verifica entre as regiões do país: enquanto no Sudeste menos da metade (47%) dos alunos de 14 anos atingiu a escolaridade de suas mães, no Nordeste esse grupo representa 58% da população nessa faixa etária.“A parte mais cruel da educação brasileira é a desigualdade. Em vez de ser um meio de superação, ela acaba reproduzindo e ampliando esse fosso”, avalia a diretora.

quarta-feira, 23 de novembro de 2011

Rumo ao diploma internacional

Muitos jovens brasileiros sonham em estudar em uma universidade estrangeira, principalmente naquelas consagradas pela excelência acadêmica, como Harvard e Yale, nos Estados Unidos, ou Oxford e Cambrigde, na Inglaterra. Não poderia ser diferente, já que uma recente pesquisa da Times Higher Education (THE), com as 200 melhores universidades no mundo, mostrou que os Estados Unidos possuem a maior concentração de instituições estreladas. Ao todo são 75 no ranking, que tem a Inglaterra na segunda posição, com 31 centros universitários. Entre as escolas brasileiras, apenas a Universidade de São Paulo (USP) entrou para a lista, ocupando a 178ª posição.

Segundo Marilda Bardal, coordenadora de Relações Internacionais da Escola Internacional de Alphaville, uma boa universidade no exterior oferece ao aluno um ensino de altíssima qualidade aliado a um suporte didático excepcional. Além da excelência acadêmica, um dos diferenciais das instituições estrangeiras é a experiência de viver no campus universitário e a possibilidade de realizar inúmeras atividades extracurriculares, como participar de grupos de pesquisa, times esportivos ou trabalho voluntário. “Há um elemento de experiência pessoal que ultrapassa o aprendizado acadêmico. O estudante aprende a ser mais independente e a cuidar das suas coisas”, assinala Marilda.

Por outro lado, mudar de país antes de completar vinte anos e, de repente, ser responsável por tarefas que não faziam parte das preocupações, como pagar aluguel, lavar roupa e preparar a própria comida, pode assustar. Segundo Marilda, o desafio de se adaptar à nova rotina se torna o centro das atenções nos primeiros meses da mudança. “Tudo é um aprendizado. Todos os alunos tiram isso de letra, porque essas questões práticas vão se resolvendo aos poucos. É preciso ser paciente”, diz.

Além disso, a vivência com estudantes de outras nacionalidades, as novas responsabilidades e a fluência em um segundo idioma vão ao longo do tempo construindo uma enorme bagagem cultural que, somados à formação acadêmica, proporcionam ao jovem a condição necessária para entrar no mercado de trabalho melhor preparados, tanto do ponto de vista pessoal como profissional.

segunda-feira, 21 de novembro de 2011

Academia de letras integra alunos do ensino fundamental

Um jeito lúdico de ensinar literatura está sendo usado para aumentar o interesse de estudantes de escolas públicas na zona leste da cidade de São Paulo. A Academia Estudantil de Letras (AEL) é uma estratégia pedagógica que tem dado bons resultados e começa a ser levado para cidades vizinhas, além de já ter atravessado a fronteira do estado.
Inspirada na Academia Brasileira de Letras, a AEL foi criada em 2005 na Escola Municipal Padre Antônio Vieira, no Jardim Nordeste, na região de Artur Alvim, bairro da zona leste da capital paulista, onde 18 escolas da rede municipal de ensino fundamental já contam com a metodologia. Nessas instituições, 85 estudantes fazem parte de 61 cadeiras literárias.
Uma unidade da academia já foi implantada, inclusive, no Rio Grande do Norte, disse a idealizadora do projeto Maria Sueli Fonseca Gonçalves, atual assistente técnico de educação da Diretoria Regional de Educação, órgão da prefeitura de São Paulo.
Ela explicou que a ideia é despertar no aluno o interesse pela escola trabalhando a sua autoestima. "O que nós buscamos é um conceito de inclusão, de trabalhar a autoestima, mostrar o potencial de cada um. Já pudemos ver casos de alunos que toda a semana tínhamos de chamar os responsáveis por causa de seus atos de indisciplinas mudarem o seu comportamento", disse. "Tentei criar uma maneira lúdica de incentivar crianças e jovens o amor pela leitura. Na medida em que eles leem os livros, imitam personagens, refletem sobre as ações destes personagens e, com isto, estão pensando na própria vida", explicou.
Nas unidades, os alunos também são estimulados a conhecer a vida e a obra de autores que vão dos clássicos de séculos passados aos contemporâneos. As aulas ocorrem uma vez por semana e a maioria tem idade entre 6 anos e 14 anos de idade, mas são admitidos também estudantes mais velhos do curso Educação de Jovens e Adultos (EJA).

quarta-feira, 16 de novembro de 2011

Exame Final Cabeleireiro Profissinalizante 2011

A Organização Educacional Ler e Escrever, como tem feito todo final de ano letivo, levou seus alunos do Curso Profissionalizante de Cabeleireiros a avaliação final junto a Federação das Escolas Profissionais e Similares de Cabeleireiros do Estado de São Paulo.
Fizeram a avaliação final 16 alunas, que de acordo com os avaliadores da Federação, estão muito bem instruidas e possuem conhecimentos técnicos apropriados para se tornarem profissionais inseridas em um mercado de trabalho cada vez mais competitivo.
Algumas destas alunas, já estão trabalhando na área de Estética e almejam continuarem estudando dentro de sua área, para se aperfeiçoarem levando a seus clientes um trabalho de qualidade.
Como exemplo de perseverança e vitória, temos a aluna Margarida (foto ao lado) que entrou em 2010 para estudar alfabetização de jovens e adultos, e ao tomar conhecimento de nossos cursos profissionalizantes se matriculou no Curso Profissionalizante de Cabeleireiro e hoje, está feliz por ter alcançado um objetivo social que é o de aprender a Ler e Escrever e também se tornar um cabeleireira, recebendo o Diploma de Cabeleireira Profissional.
Este é um dos testemunhos de conquistas destes alunos vitoriosos, que alcançaram o que era, para alguns, quase impossível.
Hoje o Ler e Escrever não é somente um curso de alfabetização de jovens e adultos, mas procura inseri-los como autonomos e profissionais em diferentes áreas de atuação, como Estética, informática, capacitação com palestras em parceria com o Sebrae, entre outros.

Venha você também a ser uma pessoa vitoriosa! Faça sua matrícula para o ano de 2012. Inscrições abertas com início das aulas em Fevereiro de 2012.




Maiores Informações:
Rua Dr. Carlos Botelho, 427 - Brás
Tel. 3497-1656 - ID 86*39793

Confira todas as fotos do exame no botão acima FOTOS.

sexta-feira, 11 de novembro de 2011

Administração é o curso com maior número de estudantes no país

Dados do Censo da Educação Superior de 2010, divulgados nesta semana pelo Ministério da Educação (MEC), mostram que o curso de administração é o que tem maior número de estudantes no país: 705.690. Na lista das graduações mais populares, aparecem, na sequência, direito (694 mil), pedagogia (297 mil), enfermagem (244,5 mil) e ciências contábeis (244,2 mil). Os números referem-se apenas às matrículas dos cursos presenciais, que totalizam 3,1 milhões de estudantes.
Para o secretário de Educação Superior do MEC, Luiz Cláudio Costa, não é positivo que haja concentração da formação em áreas específicas. “Isso não é bom para o desenvolvimento do país, nem vantajoso do ponto de vista social e econômico. Temos que continuar trabalhando por meio de mecanismos de oferta que incentivem a criação de novos cursos e permitam ao aluno ter melhor visualização das vagas disponíveis”, explica o secretário. Ele cita como exemplo o Sistema de Seleção Unificada (Sisu), ferramenta criada pelo MEC em 2009, que reúne vagas oferecidas por diferentes instituições públicas de ensino superior e permite ao aluno pleitear uma delas utilizando a nota do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem).
Em 2010, foram oferecidos 3,1 milhões de vagas pelas instituições públicas e privadas em cursos presenciais e o dobro de estudantes se inscreveu nos processos seletivos em busca de uma delas. Entre os cursos com maior procura, o campeão foi direito: 632 mil candidatos para disputar uma das 218 mil vagas ofertadas. Em segundo lugar vem administração, com 617 mil inscritos, seguido por medicina, com 542 mil, pedagogia, com 268 mil, e enfermagem, com 257 mil.
Segundo Costa, houve um incremento de 45% no número de alunos que ingressaram nos cursos de engenharia – área considerada estratégica pelo governo e que sofre com a falta de mão de obra qualificada. “Pode não haver vaga no mercado de trabalho para tanto administrador que está se formando e, ao mesmo tempo, o Brasil precisa de outras carreiras”, pondera o secretário.

quarta-feira, 9 de novembro de 2011

MEC pode suspender 30 instituições por nota baixa no Enade

O Ministério da Educação deve anunciar nos próximos dias o descredenciamento de dezenas de faculdades, que ficarão proibidas de receber novos alunos.
Serão atingidas pela medida as instituições que, pela terceira vez seguida, tiraram nota menor do que três no Enade (numa escala que vai até 5), o exame que avalia os alunos dos cursos de graduação.
A exclusão de faculdades do sistema por causa de notas baixas no Enade não é inédita. Mas, desta vez, a "pancada" deve ser "bem maior", de acordo com técnico da pasta que acompanha as avaliações.
O número de escolas excluídas pode chegar a 30.
Está semana , o Ministério da Educação suspendeu cerca de 11 mil vagas de 136 cursos de direito que tiveram resultados insatisfatórios em avaliações da pasta. A medida, publicada no "Diário Oficial da União" desta quinta-feira, que receberam notas 1 e 2, em uma escala de 1 a 5, no CPC (Conceito Preliminar de Curso).

segunda-feira, 7 de novembro de 2011

Número de alunos em curso superior cresce 7%, mostra Censo

O número de alunos matriculados em cursos de graduação no país aumentou 7% no ano passado em relação a 2009. Segundo a edição 2010 do Censo da Educação Superior, divulgado nesta segunda-feira pelo Ministério da Educação, o Brasil atingiu 6,3 milhões de matrículas em 29,5 mil cursos oferecidos por 2.377 instituições.
Considerando toda a última década, de 2001 a 2010, o crescimento no número de matrículas foi de 110%.
"O resultado é positivo e prenuncia o cumprimento das metas estabelecidas para 2010. Houve aumento na matrículas em todo o país e também na qualificação dos docentes, portanto há mais pessoas estudante com mais qualidade", disse o ministro Fernando Haddad.
"Talvez tenha sido a melhor década de acesso à educação superior, tanto em termos relativos como em absolutos --mas sobretudo em absolutos."
Segundo o ministério, um dos fatores que explicam o crescimento é o aumento da oferta de cursos a distância e tecnológicos --a modalidade a distância representou 14,6% do total em 2010.
Haddad disse que o ritmo de crescimento do ensino à distância só não foi mais forte porque o MEC controlou a alta. "O EAD [ensino à distância] só não cresce mais em função do MEC. O MEC está ditando o ritmo de crescimento do EAD para não ter o efeito da educação presencial. Não queremos que aconteça com a EAD aquilo que aconteceu nos anos 1990 com a educação presencial --crescer descontrolado e com qualidade inferior".
O Censo também detectou que o percentual de matrículas das regiões Norte, Nordeste e Centro-Oeste aumentou de 2001 para 2010, em contrapartida ao decréscimo da participação das regiões Sudeste e Sul no total.
Os alunos de graduação também estão mais jovens e preferem estudar à noite.
Em 2010, a média de idade dos alunos dos cursos presenciais foi de 26 anos. Já nos cursos a distância, a média é de 33 anos. Entre 2000 e 2010, as matrículas presenciais noturnas passam de 56% para 63% do total. Considerando apenas as instituições privadas, as matrículas noturnas corresponderam a 73% em 2010.
As mulheres são maioria entre os alunos. No ano passado, 57% das matrículas foram feitas por mulheres, índice que sobe para 61% considerando apenas os alunos no último ano do curso.
"Há uma fronteira a ser explorada. Brasileiros entre 30 e 40 anos que querem voltar a estudar, mas nesse momento estamos mais preocupados com a qualidade do que com a questão quantitativa."

quinta-feira, 3 de novembro de 2011

Um sonho conquistado

Dia 19/10/89
     Amanheceu e partimos de Jerusalém rumo ao Monte Sinai, localizado em território do Egito, para isto deveria chegar a Cidade de Eliat, localizada junto ao Mar do Mediterrâneo, porta de entrada da fronteira entre estes dois países.
     Na fronteira, deveríamos sair de nosso ônibus, percorrer uma distância de aproximadamente de 200 metros, onde fomos revistados e revistados, sob o olhar dos militares que se posicionavam em suas trincheiras por onde deveríamos nos locomover até chegar ao outro lado onde um outro ônibus nos esperava, para nos levar ao vale do Sinai, localizado a 300 ou 400 km. Dali.
Já em território do Egito, dentro de um ônibus que não possuía nenhuma condição, sob um sol de 40 a 45 graus, iniciamos nossa viagem pelo deserto do Sinai. De vez em quando víamos alguns habitantes nômades do deserto, os beduínos, com suas famílias, camelos e trajes típicos, vagando pelas areias quentes, ao lado da estrada.
     Passamos por diversas barreiras militares em nosso percurso, sob os olhos atentos dos soldados, por vezes pediam que parasse o veiculo para revista.
O caminho que percorremos foi o mesmo que o povo judeu comandado por Moisés percorreu em seus 40 anos circulando pelo deserto, até a terra prometida. Só areia, pedras, montanhas e por vezes arvores reserguidas em uma paisagem desértica, onde o vento no deserto levantava nuvens de poeira.
     Ao anoitecer chegamos a um hotel localizado perto da base do Monte Sinai, onde não havia nenhuma estrutura a não ser para viajantes, simplesmente simples, porém tinha o básico que necessitávamos água e alimentação.
     Após o jantar, nos reunimos junto ao ônibus que nos levaria o mais perto possível do Monte, localizado a uns 8 km de distância. A temperatura que durante o dia era de 40 a 45 graus, a noite chegava a 5 graus, Um frio que gelava a alma e por isto tivemos que colocar roupas sobre roupas.
     Cada um levava sua lanterna ou farolete e água, pois a noite estava um breu e eram já mais de 11 horas da noite quando chegamos ao vale do Sinai onde encontramos com os guias egípcios que nos guiariam até o cume.
    Seguimos agora pelo vale, andando por um caminho pedregoso, pois pedras e rochas são o que não faltava por ali. Do nosso lado direito, avistamos uma construção ao sopé das montanhas, habitadas pelos monges religiosos.
     Nossos guias egípcios conhecem o caminho com facilidade e nos auxiliam a levar o material e os pedidos que serão queimados com os nossos lá no cume, pois creio que os nossos lá estão também. Comunicávamos por meio de sinais e por vezes tínhamos que gritar “Stop, Stop”, pois já iam muito a nossa frente.
     Uma hora já se passou nesta caminhada e estamos chegando ao sopé das montanhas. O céu esta lindo, límpido, com milhares de estrelas que nos auxiliam nesta jornada.
20/10/89
      Não faltou muito e as mulheres, começaram a reclamar da falta de ar e cansaço, o que levou o Pastor Paulo Roberto, hoje Bispo a retornar a base, enquanto os outros sob o comando do Bispo Macedo continuava a subir rumo ao objetivo proposto.
     Devido ao intenso frio, colocamos diversas roupas que fomos tirando aos poucos, no calor da subida. Pelo caminho, encontramos rochas imponentes, como se fossem guardiões daquele caminho sinuoso e estreito.
     Já são 2,30 horas da madrugada e parece que o cume é logo ali, porém só alcançamos mais uma etapa e continuamos a subir. Muitas montanhas ficam para trás, quase não as enxergávamos, pois estava escuro como breu, porém o céu, cada vez mais esta mais perto, mais lindo. Da até para notar meteoritos, rasgando o céu com sua cauda luminosa.
     Por diversas vezes temos de parar, pois o coração parece que vai sair pela boca, batendo tão depressa que o peito chega a doer e o ar rarefeito, faz com que a boca fique seca.
     Os guias que nos auxiliam e muito, passam por nós com tanta facilidade, que nos impressiona e não foi uma ou duas vezes que tivemos que pedir que nos aguardassem, pois já iam longe.
     Chegamos. Oh, que alivio! O ar aqui é rarefeito, o jeito é tomar água e com um pano úmido colocado nos lábios e narinas procurar respirar o melhor possível. Mas espere ai! Chegamos sim a uma plataforma, onde devemos continuar subindo, agora uma escada feita nas rochas com aproximadamente 800 degraus. Meu Deus, que canseira.
     A cada 40 ou 50 degraus, parávamos para respirar, pois além do ar ser rarefeito, como disse o coração parecia que ia sair peito a fora. Avistamos uma pequena construção no topo, talvez um local de descanso dos peregrinos, porém estava fechada, mas chegamos e nos jogamos no chão para descansarmos um pouco, pois já eram 4 ou 4.30 horas da madrugada.
É 5.30 h da manhã e o Bispo Macedo convidou a todo para a oração e queima dos pedidos. O meu também estava no meio de muitos e a fumaça subia ao céu como se fosse levada a presença de Deus por cada um de nós.
Após a oração começava há raiar o dia, as rochas que eram escuras e frias, agora já começam a ser delineadas. O sol começava a raiar e assim pudemos notar que estávamos sim na mais alta montanha da cordilheira, onde o clarear fazia as rochas possuírem uma cor dourada, lindo.
     Meu Deus conseguimos! Um sonho que se tornou realidade. Eu aqui, no Sinai, onde vivi momentos inesquecíveis, que só em Espírito pode ser vivenciada.
     Missão cumprida temos que voltar, pois o ônibus tem horário de voltar ao hotel e depois nos levar a fronteira de Israel.
     Iniciamos a descida, que é muito pior que a subida, mil vezes. A cada degrau, a cada pedra na descida, por vezes não conseguíamos sentir nossa pernas, que não tinham mais controle e cada vez ficava mais difícil.
     Os guias nos trouxeram por outro caminho e por ter muitos mais degraus encravados nas rochas, sofremos mais ainda. Nossas pernas, ò Deus, não queriam responder e cada curva abaixo, pensávamos que estávamos chegando e era só ilusão, mais descidas.
Com o clarear do dia, realmente pudemos notar o quão alto tínhamos subido e quão grande foi à valentia e determinação que nos susteve até aqui em nosso objetivo.
     Estávamos a alguns quilômetros do mosteiro que se localizava na base da montanha e vimos quando nosso ônibus foi se retirando para o hotel. Meu Deus, gritamos, acenamos, mas foi em vão.
     Ó meu Deus que canseira. E agora teremos que caminhar mais 8 km. Até o hotel. Porém ao chegarmos ao vale, encontramos outro grupo que se dirigia ao hotel, em seu ônibus e pedimos que nos levassem. Demos adeus aos guias e fomos em direção a nossa base.
     No caminho encontramos outras pessoas de nosso grupo que foram conosco até o hotel.
     Pensamos que íamos descansar. Mas que nada. Só um café simples e de volta ao ônibus, pois devemos chegar a fronteira antes das 4 horas da tarde, pois fecha a fronteira.
Ou dormiríamos dentro do ônibus. Saímos às 9 horas, um sol, meu Deus, o ônibus parecia um forno. Meu cantil satisfazia a nós e a muitos outros. Graças a Deus.
     Por diversas vezes encontramos na volta, barreiras com soldados do Egito no meio do deserto, com poucas condições, tanto de higiene, quanto de logística, esquecidos neste fim de mundo.
Chegamos a fronteira  e a volta foi tão complicada quanto a ida. Revista e revista tudo outra vez. Demoramos quase duas horas para percorrer quase 200 metros de barreiras, sempre vigiados entre o Egito e Israel, onde tomamos nosso ônibus rumo ao hotel em Eliat.
     Que diferença entre os dois ônibus. Mas temos a certeza que nosso sacrifício será recompensado por Deus. E assim o foi. Alguns meses depois consegui a resposta de meu pedido e soube também que o Bispo Macedo também o seu.
21/10/89
     Sacrifício. Sim foi um sacrifício. Porém agora que descansamos, comemos, tomamos nosso banho, estávamos prontos para retornar ao nosso país. O Brasil e nos preparar novamente para novos sonhos que temos a certeza que se concretizaram, pela Fé, em nossas vidas. Amém.
Luiz Antonio Dobroca.


terça-feira, 1 de novembro de 2011

Organização Ler e Escrever recebe a Salva de Prata da Câmara

A Câmara Municipal entregou nesta segunda-feira, em Sessão Solene, a honraria Salva de Prata à Organização Educacional Ler e Escrever. A homenagem aprovada pelo Legislativo foi proposta pelo vereador Atílio Francisco (PRB).
Segundo o parlamentar, a entidade, mantida há 15 anos pela Igreja Universal do Reino de Deus, faz um importante trabalho de erradicação do analfabetismo no Brasil e em países de língua portuguesa.
Na justificativa, ele cita que a instituição iniciou um projeto de alfabetização de jovens e adultos e depois expandiu sua atuação para cursos profissionalizantes, que facilitam o ingresso no mercado profissional. Todo o trabalho é realizado por professores voluntários.
Atílio Francisco destaca também que o projeto Ler e Escrever prepara o aluno para o futuro, oferecendo condições para uma posterior avaliação no sistema público de educação, que proporciona a obtenção do certificado e a continuidade dos estudos em supletivos da 5ª à 8ª série.
O vereador ressalta ainda que todas as ações são fundamentadas na livre iniciativa, na capacidade empresarial, na ética e na autonomia.
A Sessão Solene para a entrega da Salva de Prata à Organização Educacional Ler e Escrever foi realizada às 19h30 desta segunda-feira, no Plenário 1º de Maio, da Câmara Municipal de São Paulo.
“O projeto Ler e Escrever foi criado em 1996 e é totalmente criado e sustentado pela Igreja Universal do Reino de Deus. Nesses 15 anos, alguns milhares de pessoas tiveram a oportunidade de participar desse projeto. Tem pessoas que começaram a ler e escrever lá e acabaram se formando na universidade. O projeto é fantástico, a Igreja Universal está de parabéns, e o senhor Luiz Dobroca, que será homenageado em nome da entidade, também”, disse o vereador.
“Não tenho palavras para agradecer a acolhida de todos os presentes. Se fosse numerar todos os companheiros dessa longa jornada, ficaríamos aqui até altas horas. Estamos renovando nossas forças para ampliar nossas atividades, com a certeza de que proporcionamos aos nossos alunos um aprendizado com dignidade e um ensino de qualidade. Obrigado a todos pela Salva de Prata que aqui recebemos”, disse Luiz Antonio Dobroca, coordenador estadual da Organização Educacional Ler e Escrever.
Participaram da sessão solene o deputado estadual Sebastião Santos (PRB), o vereador Souza Santos (PSD) e o professor universitário e voluntário do Projeto Ler e Escrever José Curiacos Neto, além do vereador Atílio Francisco e do homenageado.

sexta-feira, 28 de outubro de 2011

Unifesp encerra hoje as inscrições para o vestibular misto 2012

Termina hoje as inscrições para o vestibular misto da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp). Para todos os cursos oferecidos pela instituição, os candidatos precisam ter realizado o Enem. E para alguns cursos específicos, além do Enem, a instituição aplica uma prova complementar. A nota final do candidato é obtida conjugando-se as notas das duas provas. As inscrições devem ser feitas exclusivamente no site www.vunesp.com.br/ufsp1101. A taxa de inscrição é de R$ 80.
Os cursos que participam do sistema misto de provas são Ciências Ambientais, Ciências Biológicas, Engenharia Química, Enfermagem, Fonoaudiologia e Medicina. No total, estão oferecidas 478 vagas.
As provas serão aplicadas nos dias 15 e 16 de dezembro, com duração de 4 horas cada, das 14 às 18 horas, e serão constituídas de: - Prova de Língua Portuguesa, Língua Estrangeira e Redação;
- Prova de Conhecimentos Específicos.
A primeira chamada será divulgada em 27 de janeiro de 2012. O candidato aprovado mas não convocado para a primeira chamada deverá declarar interesse por vaga disponível ou que venha a se disponibilizar (Lista de Espera), pelo site http://vestibular.unifesp.br, para continuar concorrendo às chamadas seguintes. O candidato que não declarar interesse dessa forma estará definitivamente eliminado do processo de convocação do vestibular.

quarta-feira, 26 de outubro de 2011

STF julga nesta quarta se exame da OAB deve ser extinto

O exame obrigatório para todos os bacharéis em Direito que queiram exercer a advocacia pode ser extinto nesta quarta-feira, quando o Supremo Tribunal Federal (STF) deve julgar a constitucionalidade da prova aplicada pela Ordem dos Advogados do Brasil (OAB). O recurso de um bacharel que contesta a obrigatoriedade do teste está na pauta para ser analisado pela Corte a partir das 14h.
O julgamento vai ocorrer quatro dias antes da realização da prova objetiva do quinto Exame de Ordem Unificado, marcado para as 14h de domingo em todo o País. A segunda fase, que é a prova prático-profissional, está agendada para o dia 4 de dezembro. Confiante na manutenção do exame, a OAB já montou o calendário de todas as provas até 2013.
Em julho deste ano, o subprocurador-geral da República Rodrigo Janot enviou ao STF um parecer sobre o caso. Ele considerou inconstitucional o exame por violar o direito ao trabalho e à liberdade de profissão, garantido pela Constituição Federal. Na ocasião, a OAB afirmou que "as razões que justificam a existência do Exame de Ordem estão contidas na própria Constituição" e que vários outros países também exigem a prova, como a Áustria, os Estados Unidos e a França. "A atividade da advocacia não é atividade comum, o advogado presta serviço público e exerce função social".

Baixa aprovação gera polêmica
O elevado índice de reprovação no Exame de Ordem, adotado a partir de 1994 pela OAB, tem motivado contestações sobre a constitucionalidade do teste. Na última prova, o índice de aprovação atingiu apenas 15% dos candidatos e, de acordo com os dados da OAB, pelo menos 25 instituições de ensino com mais de 10 alunos inscritos não conseguiram aprovar nenhum candidato.
Um dos contrários ao exame é o deputado federal Eduardo Cunha (PMDB-RJ), autor de um projeto de lei que tramita na comissão de Constituição e Justiça da Câmara para acabar com a prova, que considera "injusta e inconstitucional".
Em entrevista o parlamentar afirmou que acredita na decisão favorável à extinção do exame pelo STF. "Se for considerado inconstitucional não vamos precisar do meu projeto. Se isso não se efetivar, vamos lutar para que o exame seja derrubado no Congresso", afirmou.
Em seu projeto, o deputado carioca critica o montante gasto pelos estudantes com as provas. Segundo ele, a OAB fatura cerca de R$ 75 milhões por ano com o exame. "Mas isso não é o pior, o maior problema é impedir as pessoas de exercer a profissão", afirmou ao destacar que muitos bacharéis, ao não conseguirem a carteirinha de advogado, precisam trabalhar em outras atividades para se manter. "Isso é injusto. O Direito é a única carreira que precisa passar por um conselho de classe. Para ser engenheiro e médico, profissões que lidam com a vida das pessoas, não é preciso".

terça-feira, 25 de outubro de 2011

Gabarito do Enem deve sair hoje; entenda como a nota é calculada

O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep) pode divulgar nesta terça-feira os gabaritos oficiais do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2011. Os candidatos que participaram das provas no fim de semana poderão ter uma noção de seu desempenho, mas a certeza sobre o resultado atingido será só em janeiro, quando forem publicados os boletins individuais. Isso porque a metodologia utilizada no Enem, a Teoria de Resposta ao Item (TRI), tem um esquema complexo para avaliar as habilidades de cada candidato e não depende apenas do número de acertos e erros do estudante, como nos vestibulares tradicionais, mas do nível de dificuldade de cada item.
Uma questão que teve baixo índice de acertos é considerada "difícil" e, portanto, tem mais peso na pontuação final. Aquelas que têm alto índice de acertos são classificadas como "fáceis" e contam menos pontos na nota final do candidato. Dessa forma, dois participantes que acertaram o mesmo número de itens poderão ter médias finais diferentes, dependendo do nível de dificuldade de cada uma dessas questões.
Para o pesquisador do tema e gerente da Avaliação Educacional, Renato Júdice, "tudo que é novo assusta", mas ele acredita que dentro de algum tempo a população estará mais acostumada com esse modelo. Segundo ele, a vantagem da TRI em relação aos modelos clássicos é que ela vai além da análise de quem acertou mais e permite identificar o que o aluno sabe.
"A TRI procura estimar até que ponto o aluno consegue chegar e não simplesmente se ele acertou ou errou. Essa é a diferença crucial em relação à teoria clássica, que é muito apropriada para o concurso público em que o único objetivo é simplesmente selecionar. A TRI é um modelo mais refinado porque consegue ir além da seleção e me permite dizer o que o aluno sabe ou não", compara.
Júdice usa uma comparação simples para facilitar a compreensão da teoria. Em uma prova de salto com vara, um competidor consegue sucesso em todas as tentativas com o obstáculo posicionado a 1,5 m do chão. Já o outro atleta também acerta todos os pulos, mas atinge alturas superiores nos saltos, chegando até a 2 m. Portanto, o segundo competidor tem uma proficiência melhor do que o primeiro.
"Quantas questões você acertou não me diz muito sobre a sua real dificuldade. Eu preciso ir aumentando o grau de dificuldade para ver até onde você consegue chegar", explica o pesquisador.
Na TRI não existe uma pontuação máxima e mínima que o candidato pode atingir - com exceção da redação, que não é corrigida por esse modelo e cuja nota varia de 0 a 1.000. A partir das notas obtidas pelos participantes, o Inep constrói uma escala de notas máximas e mínimas que permite ao aluno comparar seu desempenho com o dos demais estudantes. Essas informações também são divulgadas com os boletins individuais.
No ano passado, por exemplo, a nota mínima em matemática foi 313,4 e a máxima 973,2 pontos. Já em linguagens variou de 254 a 810,1 pontos. Em ciências humanas, a maior nota foi 883,7 e a menor 265,1 pontos. Na prova de ciências da natureza os desempenhos variaram entre 297,3 e 844,7 pontos.

segunda-feira, 24 de outubro de 2011

Quase 1,5 milhão de inscritos faltaram no Enem 2011

Dos 5.367.092 inscritos no Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) 2011, 1.481.317 não realizaram o exame - ou seja, 27,6% dos inscritos. No ano passado, a média da abstenção foi de 28%.
O Distrito Federal teve a maior porcentagem de faltosos foram 34,12% dos inscritos.
Em seguida aparece o Amazonas, com 32,86% de candidatos ausentes. As provas foram aplicadas sábado (22) e domingo (23).
Por meio de nota o MEC informou que os cadernos das provas seram disponibilizados na segunda-feira (24), sem especificar o horário. Ainda de acordo com a nota, os gabaritos oficiais serão divulgados na quarta-feira (26) - anteriormente o MEC havia prometido as respostas para terça-feira.

Como foram as provas

Candidatos relataram que o primeiro dia de provas do Enem foi tranquilo, porém cansativo. Para alguns, as questões do exame deste ano estavam bem mais complicadas e com uma quantidade de textos maior em relação aos anos anteriores.
No segundo dia de prova, a grande "vilã" apontada pelos candidatos foi matemática. A redação, com o tema "Viver em rede no século 21: os limites entre o público e o privado", foi elogiada pelos estudantes.

quinta-feira, 20 de outubro de 2011

Meio milhão de participantes do Enem vão fazer a prova em busca do diploma do ensino médio

Parte dos 5,3 milhões de candidatos que farão as provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) no final de semana não tem como principal objetivo conseguir uma vaga em universidade pública ou uma bolsa no Programa Universidade para Todos (ProUni). Cerca de 545 mil participantes declararam na ficha de inscrição que estão em busca do certificado de conclusão do ensino médio, que pode ser obtido sem que a etapa tenha sido concluída a partir do desempenho na prova.
Desde 2009, participantes maiores de 18 anos que por algum motivo não tenham concluído a educação básica na idade esperada podem conseguir o diploma de ensino médio por meio do Enem. O número de interessados cresce a cada ano: em 2009, 197 mil candidatos fizeram o Enem com o objetivo de obter a certificação. Em 2010, o número saltou para 539 mil. O documento é expedido pelas secretarias de educação e institutos federais.
O aluno pode pedir o certificado de conclusão por disciplina ou de toda a etapa. Para isso, precisa atingir notas mínimas que são estipuladas pelo Ministério da Educação (MEC). Em 2009, apenas 69 mil atingiram a nota exigida e conseguiram o certificado. Em 2010, 110 mil foram declarados aptos.

As provas do Enem serão aplicadas neste fim de semana em 40 mil locais de prova, às 13h (horário de Brasília). No sábado, as provas serão de ciências humanas e da natureza. Já no domingo, os candidatos responderão a questões de matemática e língua portuguesa, além da redação.

quarta-feira, 19 de outubro de 2011

Às vésperas do Enem 2011, MEC altera dez locais de prova

O MEC (Ministério da Educação) informou nesta quarta-feira (19) que dez locais de prova do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) 2011 precisaram ser alterados. As provas acontecem neste final de semana (22 e 23 de outubro).
As mudanças aconteceram nas seguintes localidades:

*Manaus (três escolas) e Humaitá - Amazonas
*Além Paraíba - Minas Gerais
*Cametá - Pará
*Paranoá - Distrito Federal
*Fortaleza e São Gonçalo do Amarante - Ceará
*Rio de Janeiro - Rio de Janeiro

Segundo a assessoria de imprensa do MEC, todos os candidatos já foram informados por telefone, e-mail e mensagem de texto. No dia da prova os locais terão faixas, cartazes e fiscais informando o endereço correto. Se for preciso, o órgão oferecerá transporte gratuito para esses candidatos.
No Rio de Janeiro, 1.027 candidatos receberam o cartão de confirmação com o endereço errado. Os dois endereços, o certo e o errado, ficam dentro da Unirio (Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro). Os candidatos receberam o cartão com o endereço da Reitoria (av. Pasteur, 296, Urca), quando o correto era o endereço do Centro de Letras e Artes (av. Pasteur, 436, Urca).
Os estragos provocados pelas chuvas são apontados como o motivo do realocamento dos candidatos das quatro escolas do Amazonas. O barulho provocado por um festival de motociclismo causou a mudança em Além Paraíba, Minas Gerais. A festa do padroeiro da cidade de Cametá, no Pará, ocasionou a transferência de candidatos para outras localidades.

No Distrito Federal, os estudantes foram transferidos da zona rural para a zona urbana por conta de dificuldades com o transporte público. Em Fortaleza, problemas com as salas de aula impediram a realização do exame no local de prova indicado primeiramente para os alunos.

segunda-feira, 17 de outubro de 2011

Professores podem realizar inscrição para mestrado gratuito em matemática até 26/10

Professores interessados em realizar mestrado gratuito em matemática podem se inscrever no exame de admissão do Profmat (Mestrado Profissional em Matemática em Rede Nacional) até as 23h59 do dia 26 de outubro, pelo site http://www.profmat-sbm.org.br/#. É cobrada taxa de inscrição de R$ 39.
O Profmat é um programa de pós-graduação gratuito, reconhecido pelo MEC/CAPES (Ministério da Educação/Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior). A prioridade é para professores da rede pública, que podem solicitar bolsas de estudo da Capes, no valor de R$ 1.200. Também são oferecidas vagas para os demais candidatos.
São oferecidas 1.575 vagas em 67 polos em todos os estados e no Distrito Federal - 80% das vagas são destinadas para professores das redes públicas da educação básica que atuem na docência de matemática. No momento da inscrição, o candidato deve indicar a instituição associada e o polo em que deseja estudar. As vagas para cada instituição podem ser consultadas aqui.
O exame será realizado no dia 26 de novembro, a partir das 13h. Serão 35 questões de múltipla escolha, com peso de 70% da prova, e três questões dissertativas, que irão compor 30% da nota final. A prova avaliará os seguintes itens:
  • Construção de significados para os números;
  • O conhecimento geométrico e a realidade;
  • Grandezas e medidas e resolução de problemas do cotidiano;
  • Variações de grandezas;
  • Resolução de problemas algébricos;
  • Organização de dados e tratamento da informação.
O resultado será divulgado no no prazo máximo de seis semanas após a realização do exame. Outras informações podem ser obtidas no edital do programa.

sábado, 15 de outubro de 2011

Homenagem aos Professores!

Ser Professor é professar a fé e a certeza de que tudo terá valido a pena se o aluno sentir-se feliz pelo que aprendeu com você e pelo o que ele lhe ensinou...

Ser Professor é consumir horas e horas pensando em cada detalhe daquela aula que, mesmo ocorrendo todos os dias, a cada dia é única e original...

Ser Professor é entrar cansado numa sala de aula e, diante da reação da turma, transformar o cansaço numa aventura maravilhosa de ensinar e aprender...

Ser Professor é importar-se com o outro numa dimensão de quem cultiva uma planta muito rara que necessita de atenção, amor e cuidado.

Ser Professor é ter a capacidade de "sair de cena, sem sair do espetáculo".

Ser Professor é apontar caminhos, mas deixar que o aluno caminhe com seus próprios pés.

Essa é uma pequena homenagem a todos os professores, em especial os voluntários do Ler e Escrever, que com amor tem se dedicado em favor do seu próximo.

Feliz Dia Dos Professores!

quinta-feira, 13 de outubro de 2011

Haddad volta a defender Enem como substituto do vestibular

A menos de duas semanas da aplicação do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), o ministro da Educação, Fernando Haddad, voltou a defender o teste como a forma mais moderna de avaliação do desempenho dos alunos. Segundo ele, registros de problemas são comuns em diversos lugares do mundo, já que se trata de uma prova com “escala monumental”.
Haddad destacou que a substituição do vestibular pelo Enem é fundamental para garantir a implementação prática da reforma do ensino médio no país. “É preciso acabar com o vestibular, que é um grande mal que se fez à educação brasileira, porque você não organiza o ensino médio com cada instituição fazendo um programa de vestibular diferente. O Exame Nacional [do Ensino Médio] é o que há de mais moderno no mundo e tem problemas em diversos países, mas temos que aprender a enfrentar esse negócio”, disse.
O ministro da Educação participou no Rio, de um seminário sobre os desafios da educação básica no país, promovido pela Escola Brasileira de Administração Pública e de Empresas, da Fundação Getulio Vargas (FGV).
Ele citou a China e a Inglaterra como países que também tiveram problemas na aplicação de exames equivalentes ao Enem. Na China, 62 pessoas foram presas por cola eletrônica e na Inglaterra foi registrado número recorde de itens cancelados porque não tinham resposta correta. “Não estou dizendo que vai acontecer alguma coisa [no Enem deste ano], mas é um grande programa fazer uma prova em um fim de semana para 5 milhões de pessoas”, ressaltou, destacando que o ministério está “somando inteligência ao processo, a cada edição”.
Haddad também voltou a garantir que a greve dos funcionários dos Correios não vai afetar a realização das provas. “Estamos em contato permanente com a direção dos Correios desde o início do movimento. A garantia que se tem é que está tendo uma operação especializada e dedicada à distribuição das provas e cartões”, enfatizou.
O ministro reiterou sua posição favorável às aulas em tempo integral para o ensino médio nas escolas públicas, conforme previsto no Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec), que está sendo avaliado no Senado. “Vamos ter que oferecer segundo turno com outras perspectivas de desenvolvimento cognitivo. A ideia é ter uma matriz de conteúdo um pouco mais enxuta no primeiro turno, para que o professor possa aprofundar mais as aulas, e um segundo turno que abra possibilidade de conteúdos profissionalizantes, de cultura, inclusão digital, entre outros”, explicou.
Segundo ministro, o governo já implementou esse projeto, em caráter experimental, em 600 escolas e a expectativa é ampliar o programa nos próximos anos. “Vamos começar com mais força em 2012. Queremos avançar para oferecer um ensino médio mais coerente com as expectativas dos estudantes”, disse.
O ministro informou, ainda, que o governo não decidiu como será a ampliação da carga horária mínima das redes de ensino, proposta pela pasta. Atualmente, os alunos cumprem jornada de 800 horas distribuídas em 200 dias. Haddad disse que a mudança só será definida após todas as entidades convidadas pelo MEC opinarem sobre o assunto. Ele ressaltou, no entanto, que a maioria dos educadores e gestores que já se manifestaram prefere que haja ampliação na carga horária diária e não no número de dias letivos.
A alternativa, que a princípio poderia prejudicar as escolas com horário noturno, porque teriam dificuldade de se organizar para oferecer cinco horas de aula, torna-se viável com a implementação de atividades à distância, de acordo com o ministro. “Como o [horário] noturno está bastante concentrado no ensino médio e a resolução do Conselho Nacional de Educação, a ser homologada, prevê 20% da carga horária em atividades semipresenciais, as pessoas estão enxergando nisso uma alternativa de resolver o problema”, explicou.

terça-feira, 11 de outubro de 2011

Comunicado Importante sobre o Enem 2011


Devido às greves dos correios muitos inscritos do Enem não receberam o cartão de confirmação. É importante lembrar que sem o cartão não será permitida a entrada para a realização das provas. Portanto os participantes que ainda não receberam devem acessar o sistema eletrônico do Enem onde estará disponível para impressão o cartão de confirmação de inscrição do Enem 2011 que contém os dados do participante: nome completo, número do CPF, número de inscrição do Enem 2011 e a língua estrangeira para o qual o participante será examinado.
Depois disso, o cartão de confirmação de inscrição do Enem 2011 trás a informação do local das provas do Enem 2011. O Local de Realização do Exame, o endereço de realização, cidade/UF e o número da sala onde o participante deverá se apresentar
Com o número do CPF e a senha do candidato é possível consultar o local da prova pela internet no endereço eletrônico do Inep. O número de acompanhamento está acessível no sistema. 
O que levar no dia do exame:
·   O cartão de confirmação, seja o recebido pelos Correios, seja o impresso por ele mesmo no site;
·   Documento de identificação oficial, conforme descrito no Edital;
·   Caneta esferográfica de tinta preta fabricada em material transparente.
Maiores informações

segunda-feira, 10 de outubro de 2011

Se preparando para o Enem



As provas do Enem estão próximas, portanto é importante que os inscritos aproveitem os ultimos dias para estudar e tirar suas dúvidas.

Para ajudar na preparação dos conteúdos para a realização das provas do Enem, o Grupo Positivo e o Estadão irão oferecer revisão dos conteúdos entre os dias 8 e 16 deste mês.
As Super Aulas Enem poderão ser acompanhadas de forma gratuita no site do Estadão por estudantes de todo o Brasil.

Ao todo, serão 56 aulas de 30 minutos, ministradas pelos professores do Curso Positivo. Os conteúdos serão disponibilizados das 20h às 22h durante a semana. Nos finais de semana e feriado, as aulas serão transmitidas das 10h às 12h e das 14h às 16h.

As Super Aulas Enem ficarão disponíveis no site do Estadão até o dia 21 deste mês, véspera do exame.

sexta-feira, 7 de outubro de 2011

A importância da leitura para as crianças

Pesquisas mostram que quanto mais cedo se começa ler maiores são chances de se tornar um leitor assíduo
Pesquisas do mundo todo mostram que a criança que lê e tem contato com a literatura desde cedo, principalmente se for com o acompanhamento dos pais, é beneficiada em diversos sentidos: ela aprende melhor, pronuncia melhor as palavras e se comunica melhor de forma geral.
Por meio da leitura, a criança desenvolve a criatividade, a imaginação e adquire cultura, conhecimentos e valores.
A leitura frequente ajuda a criar familiaridade com o mundo da escrita.
A proximidade com o mundo da escrita, por sua vez, facilita a alfabetização e ajuda em todas as disciplinas, já que o principal suporte para o aprendizado na escola é o livro didático. Ler também é importante porque ajuda a fixar a grafia correta das palavras.

Quem é acostumado à leitura desde bebezinho se torna muito mais preparado para os estudos, para o trabalho e para a vida. Isso quer dizer que o contato com os livros pode mudar o futuro das crianças. Parece exagero? Nos Estados Unidos, por exemplo, a Fundação Nacional de Leitura Infantil (National Children's Reading Foundation) garante que, para a criança de 0 a 5 anos, cada ano ouvindo historinhas e folheando livros equivale a 50 mil dólares a mais na sua futura renda.

Como incentivar meu filho a ler?

Dê o exemplo e leia você também. É bom para você e excelente para seu filho, que seguirá seu modelo naturalmente.

Deixe os livros à mão para ele folhear e inventar histórias. Livros têm de ser vividos, usados, não podem parecer objetos sagrados.

Reserve um horário para a leitura e transforme em um momento de prazer. Aconchegue-se com seu filho, leia para ele, mostrando as palavras. Quando ele crescer, ajude-o na leitura.

Frequente livrarias e bibliotecas. Dê livros, gibis ou revistas de presente.

Comente sempre o livro com ele. Incentive-o a falar da história e contá-la para outras pessoas.

Empreste livros para os amiguinhos dele. Estimule a troca e as conversas.

Estimule atividades que usem a leitura - jogos, receitas, mapas

quarta-feira, 5 de outubro de 2011

Dicas para impressionar na entrevista do emprego

A entrevista, sem dúvida, é o momento mais tenso para quem deseja conquistar o primeiro emprego.
A impressão que o entrevistador vai ter do candidato durante a conversa vai ser determinante para garantir a continuidade na busca da vaga tão desejada.

Esse roteiro ajuda quem está passando pelo processo de seleção para um novo trabalho. As dicas valem para quem está entrando no mercado e também para aqueles que buscam uma outra colocação.


1. Pegue um papel e faça uma lista de seus pontos fortes e fracos.

2. Escreva o que você almeja para a sua vida profissional.

3. Atualize o currículo e leve uma cópia para entregar ao selecionador.

4. Busque informações sobre a empresa e acompanhe o noticiário.

5. Treine em casa. Isso mesmo! Pense nas perguntas que podem lhe fazer
e ensaie as respostas.

6. Prepare-se também para responder por que você é a candidata ideal para a vaga.

7. Separe a roupa que vai usar um dia antes – confortável e sem decote ousado.

8. Confira o caminho até a empresa e calcule o tempo necessário para chegar cerca de 15 minutos antes.

9. No dia anterior, relaxe. Tenha uma boa noite de sono para não estar com aspecto cansado na entrevista.

10. Observe o ambiente e veja como as pessoas trabalham. Isso vai lhe ajudar a perceber o que esperam de você.

11. Esqueça termos como “querida” e “meu bem”. Transmite falsa impressão de intimidade.

12. Deixe em casa chicletes e cigarro.

13. Procure não olhar para o relógio, não roer unhas e desligar o celular.

14. Saiba de cor o nome e o cargo de quem vai entrevistá-la.

15. Mostre autoconfiança e uma boa dose de entusiasmo.

16. Acalme-se e pense bem antes de responder.

17. Evite respostas longas, mas também não seja monossilábica.

18. Evite respostas vagas. Procure ser direta com o entrevistador.

19. Gírias são terminantemente proibidas!

20. Não minta. Em geral, o entrevistador descobre...

21. Autenticidade e naturalidade sempre rendem bons frutos.

22. Se lhe perguntarem algo que não sabe, diga que não tem muito conhecimento sobre o assunto, mas que ficou curiosa e vai se informar.

23. Falar mal das empresas onde trabalhou? Por nada nesse mundo!

24. Deixe o selecionador mencionar antes sobre salário e benefícios. Não precisa perguntar.

25. Não interrompa o entrevistador.

26. Pergunte quais serão as responsabilidades e metas do cargo.

27. Aproveite, em seguida, para explicar porque suas qualidades se encaixam perfeitamente no perfil descrito.

segunda-feira, 3 de outubro de 2011

Fatecs abrem inscrições para o vestibular 2012; são oferecidas mais de 11 mil vagas

As Fatecs (Faculdades de Tecnologia) do Estado de São Paulo recebem a partir desta segunda-feira (3) as inscrições para o vestibular 2012. Os interessados devem se cadastrar pelo site http://www.vestibularfatec.com.br/home/, até as 15h do dia 8 de novembro. A taxa custa R$ 70. Os candidatos que solicitaram isenção de taxa podem conferir o resultado aqui.
São oferecidas 11.360 vagas, distribuídas entre 52 unidades e 61 cursos de graduação tecnológica gratuitos.


É possível utilizar a nota da prova objetiva do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) de 2010 ou 2011 para compor a nota final do vestibular. Para isso, o candidato deve indicar no momento da inscrição o número do exame.

Provas

Os locais de prova serão publicados a partir do dia 28 de novembro. O exame acontece em 4 de dezembro, das 13h às 18h. A prova será composta por uma redação e 54 questões de múltipla escolha, distribuídas da seguinte maneira:
  • Cinco questões relativas a cada uma das oito disciplinas que compõem o núcleo comum do ensino médio - matemática, português, física, química, biologia, história, geografia e inglês -, num total de 40 questões;
  • cinco questões com a finalidade de verificar a capacidade de raciocínio lógico do candidato;
  • nove questões que proporão a articulação de conhecimentos das disciplinas de ensino médio, para a solução de situações-problema.

O resultado final está previsto para o dia 19 de janeiro de 2012. A matrícula da primeira chamada acontece no dia 23 do mesmo mês. A segunda chamada está prevista para o dia 24 de janeiro.
Outras informações podem ser obtidas no Manual do Candidato ou pelo site do vestibular.

As informaçoes foram fornecidas pela instituiçao e podem ser alteradas por ela sem aviso prévio. É recomendável confirmar datas e horários no site oficial.

sexta-feira, 30 de setembro de 2011

Começam na segunda as inscrição de detentos para o Enem 2011


O Inep (instituto ligado ao Ministério da Educação) lançou nesta sexta-feira o edital do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) para pessoas privadas de liberdade e jovens sob medida socioeducativa.
As inscrições começam no dia 3 de outubro e podem ser feitas até o dia 17. O texto foi publicado no "Diário Oficial da União".

As provas serão realizadas nos dias 28 e 29 de novembro, em penitenciárias ou unidades socioeducativas indicadas pelas secretarias de segurança pública de cada Estado.
De acordo com o Inep, as inscrições poderão ser feitas pelo responsável pedagógico de cada participante pela internet, no endereço http://sistemasespeciais.inep.gov.br/unidadesprisionais/.

Essa é uma parceria entre o INEP e as unidades prisionais de todo o Brasil.
Na escola do presídio, os detentos recebem profissionais de unidades do ensino fundamental e médio, que ministram aulas e ajudam na preparação para o exame.

quarta-feira, 28 de setembro de 2011

Superar desafios para educar, livro debate "Aprendizagem a Distância"

Aos poucos, a educação a distância (EAD) ganha mais adeptos no Brasil. Professores, estudantes e outros interessados no ensino, conseguem ver com bons olhos os lados positivos e negativos desta forma de aprendizagem.
No livro "Aprendizagem a Distância", Frederic M. Litto, atual presidente da Associação Brasileira de Educação a Distância (ABED), inova na forma de apresentar o tema.
Estudioso da EAD desde 1957, o professor escolhe por escrever de maneira divertida, leve e objetiva -- sem o rigor acadêmico que deixa os textos chatos - sobre o significado da aprendizagem no passado, presente e futuro. As primeiras formas de educação a distância são relembradas, como o uso das cartas e posteriormente do rádio e da televisão. O texto avança até o universo virtual da internet, onde as novas propostas e criações são construídas. E nesse campo, há muito a ser dito e pensado.
As ilustrações do cartunista Paulo Caruso também só acrescentam no sentido de deixar a obra mais interessante para se ler. O livro, pois sim, é um exemplo de educação a distância, e o professor Litto faz bem uso desta "plataforma" e na tarefa de transmitir todo seu conhecimento.
"Este livro, planejado para ser lido por principiantes ou profissionais de educação a distância à procura de algumas novas reflexões sobre ideias antigas na teoria e prática da área, tenta mapear o território atual de EAD", informa o autor.
Os problemas, preconceitos e imprevistos que afetam esta forma de ensino também são questionados, instigando o leitor - e atual ou futuro aluno de EAD - a pensar nas melhorias possíveis e necessárias para o amadurecimento geral da questão.
"A revolução, que as novas tecnologias da comunicação e informação trouxeram para as formas de trabalhar e de aprender, é discutida numa perspectiva heterodoxa e humanista, mas essencialmente prática", completa o professor e estudioso Frederic M. Litto.
Da mesma forma que "Aprendizagem a Distância" começa, este texto termina, ao citar Leonardo da Vinci.
Para estar junto não é preciso estar perto, mas sim do lado de dentro.

segunda-feira, 26 de setembro de 2011

Ação Social

Nesse domingo, 25/09/2011, os alunos e professores dos cursos de cabeleireiro profissionalizante e cabeleireiro masculino estiveram presentes na ação social organizada pelos grupos de evangelização e agente da comunidade, no bairro Parque Novo Mundo.
A população do bairro foi beneficiada com corte de cabelo, manicure, assistência social e jurídica, atendimento médico entre outras atividades.
A Organização Educacional Ler e Escrever sempre têm estado presente em eventos como este, visando contribuir com o trabalho voluntário e também incentivar os próprios alunos da instituição a contribuir em benefício do seu próximo.
Os voluntários não doam somente o seu tempo e sua generosidade, mas respondem a um impulso humano fundamental: a vontade de colaborar, de ajudar, de dividir alegrias, aliviar sofrimentos e de melhorar a qualidade da vida em comum. Solidariedade, responsabilidade e compaixão são sentimentos essencialmente humanos e virtudes cívicas.
 Ao nos preocuparmos com a vida dos outros, ao nos empenharmos por causas de interesse social e comunitário, estamos estabelecendo laços de solidariedade e confiança recíproca, tornando a sociedade mais integrada e nós seres humanos melhores.




Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...